quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

O OBJETIJO



                                                                                              









O palco .
O papel.
O representar jamais.
Quando o amor atua em silencio.
   Por    entre as paisagens,
No transformar dos corações.
E mais do que um ator.
 É vir, com o objetivo
para amar.
E cujo objetivo mostra.
 A força dos desprendimentos.
  É   nas nobrezas das atitudes.
A de um sentimento puro.
E na pureza dos sentimentos.
 Pecado não existe.
Mas no limitar do próprio ser..
              as Pássaro ferido.