terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Cortina do Tempo.


Orlando.gomes621@hotmail.com
                                                                               

Amar é existir.
E as chuvas caíram, rolou tantas coisas.
O tempo passou, sabia?
Mas permanece no cérebro inspirado as imagens do teu sorrisos.
No seu jeitinho meigo de ser, calmo e sereno.
 Continue                                                       
E continue com a calma que permanece na impressão do... poeta.
 
Que através dos teus lábios deixou repousado no tempo .
A esperança do desejar .
O  d
esejar que está explodindo no presente.
Sonhos lindos de emoções .
Que desejo materializar.
Materializar é tornar real,

 E real é amar 
O verdadeiro amor para amar eternamente.
 E   tuas mãos, tuas mãos                                                                          

É para atravessar esse mundo lindo de sonhos.
No qual eu projetei um arco-íris

 E  caminho sobre ele.
Mas ainda acordo sobre o nevoeiro.
Mas meu corpo energético continua inundado da luz.

A do viver da tua ausência.
E não quero ensinar. 

E não quero aprender a deixar de gostar.
Mas apresento humildemente neste poema mavioso

 A fonte divina do amor.
Que gera força.

 A do  viver a ausência deste pássaro ferido.
 Que ainda voa em silêncio somente por amar.
 E somente por amar .A          
 as   Pássaro ferido